Projeto MPF por direitos” realiza roda de conversa para fortalecer demandas na Baixada Fluminense

O Ministério Público Federal (MPF) deu início na última quarta-feira (07/11) ao projeto MPF por Direitos”, na Igreja Presbiteriana de Vila Tinguá, em Queimados, na Baixada Fluminense. O encontro, que teve apoio institucional do Fórum Grita Baixada e foi comandado pelo procurador da República Julio José Araujo Junior, serviu para reunir organizações da região e apresentar o funcionamento, estrutura e papel do MPF, bem como dialogar sobre possíveis demandas da sociedade no contexto da Baixada.

“Queremos esclarecer o papel do MPF, enquanto força de promoção da defesa dos direitos humanos e da sociedade civil, corroborando a importância da parceria da mesma nessa atuação. Além disso, queremos buscar na Baixada a criação de uma rede de apoio e de mobilização por direitos que nos ajudará a conduzir uma preparatória para atuações específicas para o município de Queimados, incluindo engajamentos locais e a fiscalização dos gestores públicos, dos violadores de direitos e suas violações”, explicou o procurador.

Alguns dos temas que nortearam as discussões no evento foram a conjuntura política atual e a que irá se desdobrar a partir do ano que vem, o trabalho de fiscalização das Forças Armadas sob o âmbito da intervenção militar federal no Rio de Janeiro, bem como outros questionamentos acerca da segurança pública.

Ao final da roda de conversa, o coordenador executivo do Fórum Grita Baixada, Adriano de Araújo, levantou a importância de uma segunda reunião, com a participação de instituições da região. Segundo ele, o novo encontro seria importante para a organização de plataformas de atendimento em diversas áreas como saúde, educação, direitos Humanos, dentre outras temáticas, por meio de uma ação conjunta com as entidades e movimentos envolvidos. O novo encontro será realizado no início do próximo ano.

Powered by WPeMatico

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No Comments, Be The First!

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: