SP investe na conscientização para segurança em ruas, avenidas e estradas

Todos os anos, o terceiro domingo de novembro marca a celebração, pela Organização das Nações Unidas (ONU), do Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Em 2018, as atividades ocorrem hoje (18). De acordo com a entidade, diariamente, cerca de 3,5 mil pessoas morrem nas estradas e dezenas de milhares de pessoas ficam feridas.

A iniciativa foi elaborada em 2005 pelas Nações Unidas. Antes, em 1993, a data havia sido criada por vítimas do trânsito e familiares no Reino Unido, de modo a unir forças para conscientizar os cidadãos sobre riscos e cuidados no setor.

Os números possibilitam reflexões a respeito da importância das ações que promovam a segurança em ruas, avenidas e estradas no Estado. Inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020)”, da ONU, o Governo Estadual criou o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

O programa busca reduzir pela metade o número de vítimas fatais no trânsito no território paulista até 2020. Desse modo, o Movimento Paulista atua como agente articulador para ampliar o envolvimento de parceiros da sociedade civil e a integração de trabalhos de instituições e empresas privadas que compartilham responsabilidades relacionadas ao tema, como associações de fabricantes de veículos, gestores de rodovias, bancos e seguradoras.

Ferramentas

Para tornar mais eficaz a elaboração de políticas públicas relacionadas à segurança no trânsito, o Movimento Paulista criou o Infosiga SP, ferramenta inédita no País, que consiste em um banco de dados para reunir informações sobre acidentes de diversas fontes, como Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.

O Movimento Paulista também age por meio da produção de dados e informações de qualidade, além da implementação de ações de intervenção direta no sistema viário paulista, através da conscientização de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.

De acordo com levantamento do Infosiga relativo a dezembro do ano passado, 37% dos acidentes em vias estaduais envolveram motocicletas. Os pedestres responderam por 28% das ocorrências, enquanto os automóveis chegaram a 25%, seguidos pelas bicicletas, com 5%.

As estatísticas indicam, ainda, que os homens representaram 83% das vítimas de acidentes. Os números apontaram que os períodos da noite e da madrugada registraram 52% das ocorrências. Os jovens (entre 18 e 29 anos) representaram 28% das vítimas.

Diagnóstico

Atualizado todos os meses, o Infosiga SP fornece dados de faixa etária e gênero da vítima, tipo do veículo envolvido e perfil do acidente. Com isso, é possível traçar um diagnóstico mais preciso das características dos registros e estabelecer políticas públicas de prevenção em benefício da sociedade.

Para ampliar a conscientização sobre segurança no trânsito, o Governo do Estado intensificou esforços nos seguintes pilares de atuação: gestão da segurança viária; vias mais seguras; veículos mais seguros; usuários mais conscientes; e resposta pós-acidente.

Outra solução inovadora é o Infomapa SP, que fornece a posição geográfica das ocorrências com vítimas fatais no Estado. Por meio dessa ferramenta, é possível ver a localização dos acidentes com automóveis, motocicletas, pedestres, ônibus, caminhões, bicicletas e outros que causaram mortes, com indicações da faixa etária das vítimas, o período em que aconteceu o acidente e o tipo de ocorrência.

O post SP investe na conscientização para segurança em ruas, avenidas e estradas apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

Powered by WPeMatico

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
CategoriasSP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *