Os riscos da automedicação em doenças transmitidas pelo Aedes

O uso de algumas substâncias aumenta chances de hemorragias e podem agravar os casos de dengue, zika e chikungunya

automedicacao aedesVocê já escutou a frase “Este medicamento é contraindicado em caso de suspeita de dengue” em alguma propaganda comercial de remédios na televisão? Certos medicamentos são totalmente contraindicados para pessoas com suspeita de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

O coordenador do Programa Nacional de Controle da Malária, Dengue, Zika e Chikungunya do Ministério da Saúde, Divino Valero, explica que a cultura da automedicação brasileira deve ser evitada em todas as situações, mas, no caso de suspeitas de doenças relacionadas ao Aedes, a situação pode ser mais grave. “A mensagem principal é que ninguém faça automedicação, mas que busque sempre um serviço de saúde. Alguns remédios muito comuns nas casas das pessoas podem ser perigosos se utilizados em caso de dengue”, esclarece. Produtos com princípios ativos naturalmente anticoagulantes aumentam as chances de hemorragias e podem agravar os casos de dengue, zika e chikungunya.

Powered by WPeMatico

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
CategoriasBR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *